0 itens

Conheça 8 dicas para acertar no Layout do seu Panfleto

Você está em: / /

Antes de iniciar a criação de um layout, o designer precisa entender qual é o objetivo desta peça e para qual público ele se destina. O projeto deverá ser interpretado de acordo com o briefing disponibilizado e pode ser ter como objetivo atrair novos clientesimpulsionar a venda de um determinado produto, anunciar uma promoção, informar o lançamento de uma nova marca, entre outros. 
 
Portanto, desenvolver um layout de qualidade é uma regra básica para gerar resultados e fixar a marca junto ao consumidor. Por este motivo, selecionamos oito dicas básicas para que a peça de comunicação seja eficiente. 
 
Dica I: O Equilíbrio de Cores
 
É extremamente importante que as cores utilizadas no layout tenham alguma relação com as atividades da empresa e com o que a peça deseja transmitir. Cada cor é interpretada de forma distinta e, por conta disso, geram sensações diferentes. Uma dica para trabalhar com cores é não exagerar nas saturações. 
 
Dica II: As Imagens
 
Os erros mais comuns de layout aparecem ao inserir imagens, uma vez que o público alvo deverá interpretá-las e compreende-las de forma precisa e rapidamente, sem desprender do objetivo proposto no briefing e mantendo a identidade da marca. Procure imagens que atinjam com eficiência este público e, se necessário, desenvolva-as em estúdio.
 
Fique atento aos direitos da imagem, mesmo as que não possuam pessoas. Imagens visíveis em sites de busca não significam que sejam gratuitas ou “sem donos”. Ao escolher uma pessoa pública para representar sua marca, produto ou serviço, lembre-se que a semelhança é um dos elementos utilizados no marketing e o comportamento e atitudes desta celebridade pode ser aplicada a sua empresa.
 
Por estas razões, escolha fotos indiscutíveis, de boa qualidade e que mantenham o foco, pois o contrário fará o consumidor perder o interesse pela comunicação.  
 
Dica III: Menos é Mais, Na Maioria das Vezes
 
A principal ferramenta do layout deve ser a missão crítica, ou seja, o objetivo a ser obtido pela empresa. Em sites, por exemplo, os ícones devem ser distribuídos de maneira simples e possuindo frases de inventivo como “compre agora”, “entre em contado”, “faça seu cadastro”, por exemplo e visa a funcionalidade e praticidade de encontrar as informações
 
Quando a arte é pensada para meios impressos, esses pequenos conceitos também devem ser aplicados. O chamado “call to action” ou, em português, chamando para ação, deve estar claro e pode ser “ligue agora”, “visite nosso site” entre outros. O contraste entre cores faz com o que o público preste mais atenção em um determinado elemento e layouts clean transmitem confiança e credibilidade.
 
Portanto, não carregue o layout com muitas informações. Escolha uma ou duas fontes, selecione as cores e imagens mais adequadas. Trabalhe com grids e a regra dos terços.
 
Dica IV: As Fontes
 
Semelhantemente com as cores, as fontes do layout podem transmitir uma imagem inapropriada se utilizadas de forma incorreta ou carregarem a arte. Inúmeras fontes, com diferentes efeitos, tamanhos e detalhes, podem tirar a atenção das informações e, até mesmo, causar a impressão de que está lidando com uma empresa desorganizada
 
Dica V: Manter um Padrão Visual
 
É importante criar um padrão nos seus layouts para que o cliente não sinta como se estivesse conhecendo uma nova empresa cada vez que recebe um material diferente. Este padrão faz com que o cliente associe sua empresa a uma determinada cor ou estilo.
 
O objetivo é fazer com que o consumidor associe um determinado padrão.
 
Dica VI: Trabalhe a Diagramação
 
Para um designer, diagramar significa construir, estruturar e distribuir informações que compõe a mensagem visual e o conjunto de todos esses elementos é definido LAYOUT. Lembre-se das dicas acima e procure diagramar o layout com base nos gridsregra dos terços e outros alinhamentos.
 
Dica VII: Benchmarking
 
Recomenda-se que, antes da criação do seu layout, você analise os de seus concorrentes e veja quais são suas propostas quanto a coresfontespadrõeserros e acertos. Não copie o layout de outras empresas e sim, use-os como exemplos. 
 
Dica VIII: Crie personas
 
Personas são exemplos que humanizam e individualizam um mercado-alvo específico. Os personas auxiliam na criação de usuários hipotéticos que representam o seu público-alvo. O principal objetivo da criação de personas consiste na tentativa de identificar e conhecer o seu cliente em um nível mais individualizado.
 
Nesse contexto, entender quais os sites que o seu público acessa, qual o tipo de conteúdo é relevante deve lhe orientar na composição estrutural do seu layout. Pontos importantes como, por exemplo, a quantidade de informações em cada bloco de texto, qual o posicionamento ideal para uma chamada, podem ser orientados na perspectiva experimental da criação de personas.
 
Com essas dicas ficará mais acessível criar um bom layout e ter uma empresa bem qualificada no mercado, além de impulsionar o desempenho das ações promocionais